Brasil está entre os países com a pior saúde mental do mundo no pós-pandemia

O Brasil é um dos países mais afetados com a saúde mental pós-pandemia, de acordo com um relatório do Global Mind Project, que divulga dados anuais sobre o bem-estar no planeta.

O projeto busca mapear a situação, entender as tendências e propor medidas de prevenção. O documento foi elaborado a partir de enquetes feitas com 420 mil pessoas, em 71 países e em 13 idiomas.

Usou um quociente de saúde mental que avalia capacidades cognitivas e emocionais, incluindo a habilidade de lidar com o estresse e de funcionar de forma produtiva.

Segundo os autores, o índice não é um sinônimo de felicidade ou satisfação, já que a pessoa pode passar por momentos difíceis ou tristes e, ainda assim, ter condições de lidar bem com eles. A pontuação média de todos os países mostra que o bem-estar mental permaneceu nos mesmos níveis da pandemia, sem mudanças nos índices de 2021 e 2022.

República Dominicana, Sri Lanka e Tanzânia têm as melhores pontuações. Já o Brasil, ao lado da África do Sul e do Reino Unido, ocupa a última posição. De todos os entrevistados, 38% se sentem “melhorando” e 27% estão “angustiados” e “se debatendo”.

No Brasil, a proporção dos angustiados é maior (34%). Jovens com menos de 35 anos são os mais afetados.  

Foto:  Tânia Rêgo/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *