Casos de câncer de boca crescem 22% no Pará

De acordo com dados do Hospital Ophir Loyola (HOL), unidade de saúde referência para tratamento dos casos no Pará, o estado teve aumento de 22% de novos casos de câncer bucal em 2023 em relação ao ano de 2019. Os dados do Inca estimavam 260 novos casos no Pará.

Destes, 170 em homens e 90 em mulheres, em 2023. Este ano, o hospital já registrou 273 pacientes até o mês de abril. O tabagismo está entre os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer, que acomete lábios, gengiva, bochechas, palato, língua e assoalho da boca.

Manchas e as lesões esbranquiçadas semelhantes a aftas e que não cicatrizam devem ser examinadas. Qualquer lesão persistente por mais de 15 dias deve ser investigada por um especialista, que avaliará o volume, o contorno e as alterações teciduais.

Pacientes com câncer de boca também podem apresentar rouquidão persistente e dificuldades na fala, mastigação e deglutição. Alterações nos lábios são fáceis de notar, mas é necessário atentar para a cavidade interna da boca, como embaixo da língua, onde não se costuma ter uma visibilidade tão boa.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *