Chinesa Luckin Coffee comprará US$ 500 milhões de café brasileiro

Durante a viagem à China do vice-presidente Geraldo Alckmin, um acordo bilateral para a compra de café brasileiro foi fechado. O acordo assinado entre a Agência Brasileira de Promoção a Exportação (ApexBrasil) e Luckin Coffee, maior rede de cafeterias do país asiático, durante o Seminário Econômico Brasil-China tem valor de meio bilhão de dólares.

Serão 120 mil toneladas de grãos brasileiros que irão abastecer a maior rede de cafeterias chinesa que hoje é a principal importadora de café brasileiro no país. A Luckin Coffee tem mais de 16 mil lojas espalhadas pelo país, que passou a tomar gosto pela bebida.

A China é a terra do chá, mas a nova geração tem abraçado o consumo de café. Somente em Xangai há 9.553 cafeterias, a maior concentração em uma cidade de todo o planeta. Um estudo do Hongqiao International Coffee Hub, Universidade Jiao Tong de Xangai, plataforma de serviços online Meituan e plataforma de entrega de alimentos Eleme mostrou dados.

As informações dão conta que a indústria de café chinesa cresceu 17% anualmente de 2020 a 2023.

Foto: divulgação VPR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *