Dieese aponta que no Pará, quase 90% dos trabalhadores domésticos não tinham carteira assinada até o fim de 2023

Estudos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese – PA) publicados nesta terça-feira, 23, mostram que no Pará, quase 87,3% dos trabalhadores domésticos não possuíam carteira assinada no final de 2023.

A análise foi feita com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o quarto trimestre do ano passado — de outubro a dezembro.

No Pará, o levantamento aponta que, no mesmo período, o total de trabalhadores alcançava cerca de 3,8 milhões de pessoas, sendo 205 mil (5,3% do total no estado) estavam no trabalho doméstico. O estudo também analisou com mais detalhes os números no estado.

De 205 mil pessoas, quase a totalidade, 187 mil, eram mulheres (cerca de 91,2%), e o restante, 18 mil, eram homens (cerca de 8,8% do total no Pará). Assim, o Dieese apontou que, sozinho, o Pará corresponde por cerca de 46,3% do quantitativo total de trabalhadores domésticos do norte.

Foto:  Marcello Casal JrAgência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *