Em duas semanas de funcionamento, novo Pronto-Socorro Dr. Roberto Macedo realiza mais de 600 atendimentos

Foto: Bruno Cruz/Agência Pará

O Novo Pronto-Socorro Dr. Roberto Macedo, localizado na Augusto Montenegro, em Belém, chegou, na tarde desta sexta-feira (31), aos 600 atendimentos na pediatria, especialidade médica que deu início ao funcionamento no PS, entregue no dia 18 deste mês. 

A moradora da Região Metropolitana de Belém, Valdinete Pantoja de Melo, do bairro Distrito Industrial, em Ananindeua, procurou atendimento pediátrico para sua filha de 5 meses, 2 dias após a abertura do novo Pronto- Socorro. A criança apresentava dificuldade para respirar, o que a levou a ser internada na UTI com quadro de bronquiolite viral no trato respiratório, uma infecção viral aguda que costumar ter maior incidência no inverno amazônico.

Uma semana após a internação, em um clima de muita alegria por parte da mãe e da equipe assistencial da unidade de internação pediátrica, chegou o dia da tão esperada alta, e a mãe fez questão de externar sua satisfação com a assistência direcionada à filha durante os 8 dias de internação. 

“Gostei muito do atendimento durante esta semana que ficamos aqui. Atenderam muito bem a minha filha, muito bem mesmo. A estrutura está ótima. Observei que aqui fica somente um paciente internado no apartamento, e isso diminui o risco de contaminação entre os pacientes. Isso é muito seguro”, destacou.

A acompanhante avaliou o atendimento da equipe. “De 0 a 10, minha nota para o Novo Pronto-Socorro da Augusto Montenegro é 10, com certeza e, inclusive, quero agradecer a todos pelo cuidado e atenção à minha filha, principalmente por não terem deixado eu voltar com ela doente para a minha casa, pois em todos os lugares que eu passei, eu fui liberada, pois disseram que ela não tinha nada, e que era para eu voltar para casa. Aqui deram atenção adequada ao quadro dela e logo fizeram a internação”, reconhece a mãe.

Para o diretor-Geral do Novo Pronto-Socorro, Carlos Vinícius Ribeiro Quadros, a avalição sobre o atendimento nesses primeiros 10 dias é positiva, com tudo funcionando dentro do que foi planejado considerando a qualidade e a segurança do atendimento à população usuária, nesta fase inicial da implantação dos serviços.  

“Nestes primeiros dias de funcionamento, tanto houve internações como cirurgias e atendimento na alta complexidade da UTI Pediátrica. Os nossos serviços de imagem e laboratoriais estão em pleno funcionando para dar suporte adequado ao atendimento, assim como os serviços de apoio, tais como: Centro de Materiais Esterilizáveis (CME), lavanderia, entre outros, que são importantes para que o atendimento ao público tenha qualidade e segurança. Essa é a nossa maior preocupação: segurança e qualidade no atendimento. É isso que a gente se propõe, e é isso que vamos buscar todos os dias para os pacientes que buscam atendimento aqui no Pronto-Socorro ”, pontua o diretor.

Novo Pronto-Socorro da Augusto Montenegro

Considerado um dos mais modernos equipamentos públicos de saúde do País, o Novo Pronto-Socorro da Augusto Montenegro conta com 28 mil metros quadrados de área construída e estruturada para desenvolver atendimentos de urgência e emergência para demandas espontâneas, durante 24 horas. Neste primeiro período de implantação, a unidade atenderá casos de pediatria em geral.

Atendimento –  O novo Pronto-Socorro da Augusto Montenegro não apenas atende às demandas urgentes e emergenciais, mas também representa um avanço significativo na infraestrutura de saúde pública, proporcionando atendimento especializado e de qualidade para a população.

Durante os primeiros dias, a unidade de Saúde tem focado no atendimento de urgências pediátricas, incluindo suporte ao Hospital Regional Público Abelardo Santos. Gradualmente, o hospital incluirá especialidades como cirurgia vascular e cirurgia geral em seu perfil de atendimento.

Com a implementação dessas novas instalações e especialidades, o Pronto- Socorro da Augusto Montenegro está preparado para se tornar um modelo de excelência em atendimento de urgência e emergência no Brasil.

Texto: Joelza Silva (Ascom Pronto-Socorro)

Por Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *