Pesquisadores do Museu Emílio Goeldi descobrem 3 espécies de cobras corais

Três novas espécies de cobras corais do gênero Micrurus, foram descobertas distribuídas pelas regiões Nordeste e Sudeste do Brasil, em partes da Mata Atlântica e da Caatinga.

As espécies foram apresentadas por um estudo publicado na revista científica Systematics and Biodiversity. A publicação tem autoria de pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi, localizado em Belém, do Steinhardt Museum of Natural History e da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Os nomes dados pelos pesquisadores às novas espécies de cobras corais foram Micrurus bonita, Micrurus janisrozei e Micrurus anibal. Micrurus bonita é uma homenagem à “Maria Bonita”, personagem histórica do Cangaço e símbolo da cultura nordestina brasileira. 

Micrurus janisrozei homenageia o biólogo e especialista em cobras corais Janis A. Roze e a Micrurus anibal faz uma homenagem em memória de Anibal Rafael Melgarejo Gimenez, herpetólogo e toxicologista uruguaio radicado no Brasil que contribuiu para os estudos das cobras brasileiras, especialmente as cobras corais.

A descoberta é resultado da pesquisa de doutorado de Lywouty Nascimento, sob a orientação da Dra. Ana Lúcia Prudente, do Laboratório de Herpetologia do Museu Goeldi.

Foto: Governo Federal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *