Plataforma possibilita que sociedade também contribua para os programas educacionais

Foto: Divulgação

Mais de 4 milhões de crianças e adolescentes já foram impactados pelos programas educacionais da Fundação Sicredi, sendo aproximadamente 500 mil apenas em 2023. Agora, associados ao Sicredi e a comunidade também podem contribuir para os programas A União Faz a Vida, Cooperativas Escolares e Jornada da Educação Financeira nas Escolas, por meio da Plataforma Sicredi na Comunidade. O objetivo é potencializar as ações no Brasil, mobilizando as pessoas para colaborarem com as iniciativas.

“Os programas da Fundação Sicredi já estão transformando a vida escolar de milhares de alunos em todo o País, mas sabemos que os desafios na educação são diversos. Por isso convidamos a sociedade para cooperar junto conosco, possibilitando mais investimentos na educação de crianças e de adolescentes e, consequentemente, um futuro mais próspero”, afirma Romeo Balzan, superintendente de Cooperativismo e Sustentabilidade do Sicredi.

De acordo com o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), a população brasileira vê de forma cada vez mais positiva a doação, sendo que mais de 80% da sociedade acredita que o ato de doar faz a diferença. “Quando somamos forças, multiplicamos a cooperação. Por isso, além de impulsionar ainda mais a educação por meio de nossos programas, queremos engajar as pessoas, despertar em cada um o sentimento de cooperação. Para nós, toda a doação é uma parte importante em busca de uma transformação social, é um investimento no presente para construir o futuro que queremos para nosso País”, salienta Balzan.

Iniciativas e programas educacionais da Fundação Sicredi

Com mais de 28 anos, A União Faz a Vida é o principal programa de educação do Sicredi. Sua metodologia própria estruturada nas pedagogias ativas propõe o aprendizado baseado no desenvolvimento de projetos por parte dos alunos e enfatiza as interações, interesses e curiosidades dos estudantes, contribuindo com o seu desenvolvimento integral. Segundo estudo realizado pela Fundação em parceria com o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), a cada R$ 1 investido no Programa, R$ 4,07 são devolvidos em forma de impacto positivo para a sociedade.

Já o Programa Cooperativas Escolares visa ampliar as oportunidades de aprendizado de crianças e adolescentes, que vivenciam experiências dos valores e princípios do cooperativismo, por meio de atividades voltadas para o desenvolvimento de competências como liderança, criatividade e cidadania.

Por fim, a Jornada da Educação Financeira, uma iniciativa do Programa Cooperação na Ponta do Lápis, tem como objetivo possibilitar que as crianças e as comunidades escolares alcancem uma vida financeira sustentável. A Jornada é voltada para a formação de professores e conecta o tema com o currículo escolar por meio do planejamento e práticas pedagógicas.​

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *