Prefeitura de Belém anuncia reforma e reestruturação do Cinema Olympia

Foto: Mácio Ferreira/Agência Belém

O Cinema Olympia passará por completa reforma. A Ordem de Serviço (OS) para o início das obras no espaço foi assinada na tarde desta terça-feira, 23, pelo prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, os representantes da GM Construtora, empresa responsável pela obra e do Instituto Pedra.

O imóvel que abriga o Cine Olympia será todo recuperado, conservando a história do espaço e o serviço dele como um equipamento cultural. Os 500 lugares serão mantidos, a estrutura será modernizada e equipada para suportar o uso. O valor investido no restauro será de R$ 7 milhões.

“O Olympia é o mais antigo cinema da América do Sul em funcionamento com função de cinema. Isso é um orgulho para Belém, por isso estou muito feliz com a assinatura da ordem de serviço que envolve o Instituto Pedra e a empresa que ganhou a licitação realizada pelo instituto”, anunciou o prefeito Edmilson Rodrigues.

Reestruturação e modernização

Ele explicou, que em breve o Olympia estará totalmente reestruturado, reformado e com adaptações para a função de museu, além de várias programações de visitação e que também manterá a condição fundamental, que é de uma sala de cinema, uma das poucas do Brasil com 500 poltronas.

O início dos serviços está programado para as próximas semanas. A obra terá duração de, no mínimo, 12 meses. O recurso para a restauração do cine Olympia foi captado por meio do Instituto Pedra, via Lei Rounet, com apoio do Instituto Cultural Vale e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“O cinema vai ser entregue para a sociedade como um equipamento cultural contemporâneo e apto, na verdade, a desenvolver a arte do cinema e do encontro na cidade de Belém”, explicou o diretor-presidente do Instituto Pedra, Luís Fernando Almeida.

Participaram da assinatura da OS, a presidente da Fundação Cultural de Belém (Fumbel), Inês Silveira e o responsável pela empresa GM Construtora, Acácio Gonçalves.

Histórico – O Cine Olympia foi inaugurado em abril de 1912, época do cinema mudo e que Belém vivia o apogeu do ciclo da borracha. O cinema, que é o mais antigo do país em funcionamento, atravessou vários períodos da história cinematográfica nacional e internacional. Com a decadência das grandes salas de cinema nas grandes cidades, em 2006 o grupo proprietário do Olympia anunciou que o fecharia. A classe artística local se mobilizou e o cinema foi adquirido pela Prefeitura de Belém.

Por Agência Belém

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *