UFPA sedia novo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para pesquisas

No final do ano passado, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) anunciaram o investimento de R$ 260 milhões para a contratação de 42 Projetos no âmbito do programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs).

A Universidade Federal do Pará (UFPA) foi uma das contempladas, com o INCT de título Prospecção de biocompostos amazônicos com potencial ação contra agentes infecciosos emergentes e/ou resistentes para obtenção de produtos farmacêuticos. A marca INCT-PROBIAM Pharmaceuticals Amazônia encontra-se em processo de registro.

O novo INCT de sede na UFPA tem a coordenação da professora Marta Chagas Monteiro, do Instituto de Ciências da Saúde/UFPA, e vice coordenação dos professores Nélio Teixeira Machado e Pedro Roosevelt Torres Romão do Instituto de Tecnologia/UFPA e da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, respectivamente.

Entre as diversas instituições públicas nacionais parceiras estão a UFRA, a UNIFESSPA, a UFOPA, a UEA/AM, a UFPE, a UFRJ, a UFSCAR, a UEL/PR, a UFRGS e a UFCSPA; assim como o Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein e a Fiocruz/RJ.

Internacionalmente, há parcerias registradas com instituições europeias como a Universidade de Coimbra, a Universidad de Castilla/La Mancha, a Technische Universität Braunschweig, a Technische Universität Hamburg-Harburg, o Leibniz-Institut für Agrartechnik und Bioökonomie e.V., e Vlaams Instituut voorBiotechnologie/VIB.

A expectativa é que a participação de universidades e centros de pesquisa europeus de excelência promova  o estudo e a formação de capital intelectual de alto nível por meio do intercâmbio acadêmico-científico, possibilitando a cooperação entre os programas de pós-graduação da UFPA e das instituições parceiras,  promovendo a internacionalização, ao mesmo tempo em que, fomentará o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa brasileiros e europeus com foco no desenvolvimento de pesquisas sobre temas estratégicos nas diferentes áreas do conhecimento.

Incluindo doenças infecciosas emergentes e negligenciadas, farmacologia e toxicologia, desenvolvimento de biofármacos, biologia molecular e celular, assim como tecnologias para o desenvolvimento sustentável, tais como bioeconomia, biotecnologia, bioprodutos, aproveitamento e valorização de resíduos agroindustriais e biomassa residual, e biodiversidade.

Inovação, desenvolvimento e sustentabilidade

O INCT-PROBIAM conta com 18 Grupos de Pesquisa, 28 Pesquisadores e 10 Bolsistas de Produtividade PQ e DTI. A execução das pesquisas será concentrada na Faculdade de Farmácia do Instituto de Ciências da Saúde da UFPA e nos Programas de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas (PPGCF/UFPA), Engenharia Sanitária e Ambiental (PPGESA/UFPA), Engenharia de Recursos Naturais da Amazônia (PRODERNA/UFPA), Química (PPGQ/UFPA) e Neurociências e Biologia Celular (PPGNBC/UFPA), assim como nos diferentes laboratórios das instituições e centros de pesquisa que constituem a rede do instituto.

O novo INCT tem como objeto e metas o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação em processos avançados com foco na formulação de produtos farmacêuticos com ação terapêutica contra agentes infecciosos emergentes e/ou resistentes antimicrobianos (vírus, bactérias, fungos) e antiparasitários (Leishmaniose, Trichomonas, Esquistossoma) a serem utilizados na rede de saúde pública.

Foto e texto: ascom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *